TyC Sports lança comercial com piadas sobre argentinos e anima a Copa América

julho 4, 2011  |  Sem categoria

O canal TyC Sports na Argentina criou um descontraído comercial, intitulado “Mentiras Verdadeiras” (True Lies), para promover a Copa América no país.

Nele, um humorista conta uma série de piadas sobre argentinos, muitas delas bem conhecidas no Brasil, e desperta sorrisos na plateia. Entre as piadas, aparecem imagens de grandes jogadores da atualidade, como Messi e Tevez, e do passado, como Maradona, para desmentir ou ilustrar os pensamentos e brincadeiras de que os argentinos são egocêntricos, metidos, se acham os maiorais.

O vídeo, publicado no YouTube, mostra o comercial da TV argentina com as piadas sobre eles mesmos, como:

“Sabe qual é o melhor negócio do mundo? É comprar um argentino pelo que ele vale e vendê-lo pelo que ele diz que vale.” Após essa primeira piada, surgem no comercial imagens de notícias sobre propostas milionárias de clubes para Messi, Tevez e Higuaín.

“Sabe qual é a brincadeira favorita dos argentinos? O ioiô. [Yoyo, eu eu]”. Sobre essa piada, aparece o ex-capitão Ayala celebrando um gol e dedicando o tento várias vezes para “vocês” [companheiros e torcedores].

“Sabe por que a Argentina é o país que tem mais bebês nascidos de sete meses? Porque nem as próprias mães aguentam os argentinos nove meses.” Eis que surge Zanetti sendo homenageado por ficar 16 anos na Itália.

“Sabe por que os argentinos não usam paraquedas? Porque de todas as formas vão cair mal.” Então aparece o técnico Marcelo Bielsa sendo aplaudido e saudado pelos chilenos pelo seu trabalho à frente de sua seleção.

“Os argentinos são como deuses. Estão em todos os lugares, mas ninguém pode vê-los”. Logo aparece Maradona sendo adorado.

“Sabe como chamam os argentinos? Espermatozóides. Em um milhão, um é gente, e milhares não servem para nada”. Aí o comercial termina com uma série de estrelas do futebol argentino, desde Di Stéfano e Batistuta até Agüero e Mascherano.

O comercial ganhou elogios na Argentina, mas também gerou certa polêmica. Há quem credite a fama de egocêntricos apenas aos portenhos, os argentinos da capital, por exemplo. A criação é da Young & Rubicam de Buenos Aires.


via via


Comente